Brincando de fantoches com o Storm Corrosion

drag_ropes

A dica de hoje é pra quem gosta de Opeth e do Steven Wilson. Storm Corrosion é um projeto do Steven com o Mikael Åkerfeldt. Ele tem características que você esperaria desses dois mitos do prog atual, mas também tem uma porrada de surpresas.

Nesse post eu vou mostrar apenas o clipe do primeiro disco da dupla, mas a resenha completa virá. Acredite e confie.
Bora lá:

 

A primeira coisa que chama atenção no clipe de Drag Ropes é o visual dele. Essa ideia do teatro de bonecos com luzes e sombras funciona muito bem, e combina demais com o feeling da música. Drag Ropes é uma música repleta de detalhes, e o videoclipe não poderia ser diferente.

Ainda sobre o vídeo, achei a história envolvente pra caramba. Os trabalhos do Steven Wilson têm muito essa coisa de ghost stories, e acredito que esse tema encaixou com a proposta do Storm Corrosion.

Falando sobre a música em si, não tem como passar batido pelas minúcias que estão por toda parte. Esse é um daqueles trabalhos pra você colocar os fones no ouvido e desligar do mundo. Perceber cada detalhe é uma experiência e tanto. Mesmo com poucos instrumentos, Drag Ropes consegue ser complexa e com uma profundidade enorme. Grande parte disse vem também das linhas vocais, que são surpreendem em alguns momentos. O Steven e o Mikael souberam criar uma atmosfera fantástica nessa canção. Houve um cuidado aparente com cada timbre e cada sonzinho que faria parte do trabalho, e esse é o tipo de coisa que eu valorizo demais ao escutar um disco.

Se você gostou de Drag Ropes, as chances de você gostar do álbum de estreia do Storm Corrosion são enormes. Vale a pena procurar pra ouvir.

Storm Corrosion na internet

Você pode gostar...