Começando uma nova história com o Ensis

ensis_chapter-one

Estou escrevendo essa resenha enquanto aguardo uma consulta médica, e um dos motivos de eu estar aqui é a pancadas que levei com esse som do Ensis.

O Ensis é um novo projeto de prog brasileiro, e talvez você conheça alguns dos membros. O line-up vem que nem aquela gloriosa seleção da copa de 2002: Michel Oliveira, do MO Project (guitarra), Raphael Dafras, do Almah (baixo) e Raphael Jorge, do Heptah (bateria).

O som do trio é bem puxado pro djent, pra essa pegada mais moderna e pesada de prog. Os três são músicos excepcionais, então é certeza de que músicas de derrubar o sabiá do poleiro estão por vir, e falando de música, bora ouvir o primeiro single da banda, Chapter One.

Saca só:

Quem me conhece, sabe que eu sou um grande entusiasta desse tipo de som que o Ensis lançou. Saber que temos brasileiros de olho no que acontece lá fora, e não apenas isso, mas lançando algo 100% à altura das grandes bandas do estilo, é legal pra caramba. Música é algo vivo, que sempre evolui, e acredito demais na importância das bandas estarem sempre à procura de algo novo.

Quem curte maluquices de guitarras com mil cordas, aqueles tempos aparentemente impossíveis de pegar e, claro, técnica de sobra, com certeza vai virar fã do trampo da banda. E falando em fã, uma característica boa demais desse trio, caso você conheça os outros trabalhos deles, é justamente reconhecer cada um dos músicos em suas respectivas bandas, mas somando algo novo aos próprios estilos. Essa foi parada que mais me marcou em Chapter One.

Espero de verdade que o Ensis continue lançando mais músicas e influenciando uma pancada de músicos a apostar em algo novo, seja o estilo que for. Que essa história possa ter muitos mais capítulos.

Agora eu preciso ir, que tão me chamando pra consulta médica. Deus no comando.

Ensis no Facebook

Você pode gostar...