Rendezvous Point: Opinando sobre uma banda que eu não conheço (ainda)

rendezvouspoint

Normalmente eu começo meus posts falando sobre como conheci a banda, mas a verdade é que eu ainda não conheço o Rendezvous Point. Vi que o Haken estava em turnê com eles e, como estou aprendendo francês e achei o nome legal, decidi pesquisar algum som da banda pra ver qual é que era.

Eu achei isso aqui:

Rapaz. Que som!

Wasteland já me ganhou na linha de baixo do comecinho. Não apenas a linha, mas o som do baixo é bom demais! O que se segue não fica por trás. Eu tenho gostado cada vez mais de músicas com harmonias que soam grandiosas, e nesse singles temos progressões de acordes fantásticas. É uma experiência e tanto ouvir o que a banda conseguiu criar, pois não apenas a harmonia, mas as melodias também são excelentes.

A letra fala sobre a relação da humanidade com a natureza, e o clipe reforça esse tema. No começo eu tava achando meio “apresentação de slides”, mas ao longo do vídeo as imagens acabam por reforçar a temática, mostrando os contrastes entre o que tem de legal e o que tem de zoado atualmente.

Outra coisa que eu gostei bastante foram as linhas vocais, que devem ganhar uma força gigante ao vivo. Como eu disse no comecinho, ainda não conheço muito bem essa banda, mas o single Wasteland me deu muita vontade de ouvir mais materiais deles (tanto que eu precisei vir aqui pra dividir o som com vocês). Tenho certeza de que quem assistiu a algum show dessa turnê do Haken com o Rendezvous Point voltou pra casa transformado em Super Sayajin 3.

Rendezvous Point no Facebook

Você pode gostar...