Review: Riverland

riverland-cover

Hoje vim mostrar um material que recebi por correio diretamente da Finlândia. Quando li o e-mail pedindo permissão pra enviar o disco, achei que ia demorar semanas pra conseguir ouvir, mas foi uma grata surpresa não só pela rapidez mas pelo interesse dos caras do Riverland em divulgar sua música pra galera aqui do Brasil.

Riverland é um dueto de folk alternativo com vários elementos do prog rock mais antigão e um pouquinho de música eletrônica (não, não tem nada daquele poperô sataniquinho que você deve ter pensado). O projeto é composto pelo Roni Seppänen nas guitarras/violões e pelo Mikko Heino nos vocais (inclusive, o Minutian, outra banda do Mikko, já apareceu aqui no blog).

A primeira coisa que você vai reparar neste disco é o quanto as músicas seguem o mesmo feeling tranquilo e calmo. O debut album do Riverland é um daqueles CDs que a gente costuma ouvir quando precisa relaxar ou quando está mais reflexivo. Todas as letras seguem uma espécie de conceito, e falam sobre ajudar quem está ao redor, se apaixonar e entender melhor o mundo em que vivemos. Nesse sentido, as letras se encaixam super bem na proposta do disco.

Longe de ser um álbum chato, Riverland tem ideias melódicas e harmonias boas pra caramba. Cada música tem sua própria beleza, mas todas seguem uma mesma pegada que corre por todo o trabalho, com uma sonoridade que reforça ainda mais essa coerência. Não raramente você vai se deparar com algum trecho que chama a atenção.

Outro ponto que merece ser citado é a produção do material, que é limpa, bem executada e sem exageros. A gente percebe que todos os elementos do disco foram colocados com bom gosto. Não sobra nem falta nada. O resultado final ficou confortável de ouvir, e me agradou bastante.

Os destaques ficam com Pictures e a faixa-título Riverland.

Riverland na Internet

Você pode gostar...